segunda-feira, 30 de junho de 2014

VOCÊ LIDA BEM COM ADVERSIDADES?

Hoje vamos falar de um tema que pipoca volta e meia na nossa salinha lá na clínica - e nos jantares, bares, filas do supermercado e até conversas de elevador, quando o bicho fica parando de andar em andar e a vizinha que não te vê faz tempo resolve contar como tá a vida: RESILIÊNCIA. Não, não é aquilo que ajuda a entrar mais fácil (o nome disso é VASELINA, cazzo). Resiliência é um conceito que veio da física e se refere à propriedade que um corpo tem de voltar à forma depois de sofrer um choque ou uma deformação. Na psicologia, resiliência é a capacidade que a gente tem de enfrentar adversidades e manter uma habilidade de adaptação em vez de se deixar espatifar no chão. As pessoas
são capazes de se transformar a partir das adversidades, recuperar o fôlego e superar qualquer babado. Mas aí tem muita gente que, numa escala de 0 a 10, tem resiliência 0,05. MUITA gente. Vamos a alguns exemplos e você conta se se identificou com algum (ou conhece alguém em que a carapuça serve direitinho):

- Ele tá indo bem no emprego, vidinha arquitetada, contas pagas em dia, folga sábado e domingo, que delícia. Daí a empresa faz um corte brutal de gastos, que vai da marca do papel higiênico aos "queridos" colaboradores, e ele roda. Depois disso, se enfia debaixo do edredom e demora anos pra arrumar outro emprego, que, é CLARO, não é NADA comparado ao antigo. O antigo era A OPORTUNIDADE da vida e ELE, pobre coitado que foi cuspido pra fora, massacrado pelo impiedoso sistema capitalista e bla-bla-bla-bla-bla, não terá mais chance de encontrar seu lugarzinho sob o sol.

- Ela é louca pra ser médica desde que se conhece por gente. Aos 5 anos já andava pela casa passando Vick Vaporub nos ursinhos de pelúcia e enfiou na cabeça que queria ser pediatra, cuidar de crianças doentes, salvar vidas, vestir branco, uau! Só que daí não passou no vestibular pra medicina.  E como na família todo mundo sempre entrou de cara na faculdade e ela tinha colocado "farmácia" como segunda opção, resolveu encarar a segundona. Pro resto da vida. Porque ninguém merece fazer anos de cursinho pra não passar, né? E ela conhece umas pessoas que estão tentando pela quarta vez! Socorro, né?!

- O casal financia apartamento e carro e rala, rala, rala pra pagar. Aí os dois decidem fazer a viagem dos sonhos depois de 5 anos vendendo as férias. Compram passagem, sunguinha nova, câmera digital, reservam o hotel mais show de bola. Duas semanas antes da viagem, o salário dela atrasa e os clientes dele param de fazer pedido. O casal faz os cálculos e percebe que, se não desistir da viagem, as contas vão todas atrasar. Aí os dois começam a sofrer de insônia e preocupação, ele brocha, ela vai pra casa da mãe - até que, sabiamente, decidem que é melhor deixar a viagem pra dali a mais 5 anos e ficar com as contas em dia, jogando buraco em casa.

Aí a gente pergunta: olhando pra essas três criaturas, o que VOCÊ diria pra elas?
- Cara, pelo menos você conseguiu um outro emprego. Tem tanta gente passando fome por aí.
- Lindinha, medicina é difícil mesmo. Desencana. O que importa é você ter um diploma e uma vida estável. E se você quiser eu te empresto minhas temporadas de "Plantão Médico" pra você assistir sábado à noite. Pro resto da vida.
- Gente, melhor dormir um sono tranquilo, sabendo que vocês não devem nada pra ninguém, do que ficar transando bronzeados e depois voltar pra casa com o nome sujo e um monte de conta pra pagar.
SE ESSAS SERIAM AS SUAS RESPOSTAS, PROVAVELMENTE SEU NÍVEL DE RESILIÊNCIA TAMBÉM É QUASE NULO.

A gente tem mania de abrir mão dos ímpetos, das loucuras, dos sonhos e dos desejos pensando no que "é certo". Mas é certo pra quem, cara pálida?! Pra sociedade? Pro banco? Pro seu papai? Pros seus vizinhos? OU É CERTO PRA VOCÊ?

Isso vale pra qualquer situação que venha de fora pra dentro, rasgando. Viver é complicado e volta e meia dá errado, não acontece exatamente como a gente planejou. Dinheiro acaba, pessoas ficam doentes, gente querida morre, propostas são declinadas. Só tem uma coisa que não muda nunca na vida: a condição que a gente tem de mudar. A gente tem mania de querer controlar tudo pra se sentir seguro, mas a verdade é que nada tá no nosso controle - e só tá seguro quem tá morto. Por isso mesmo a grande delícia, na verdade, é desenvolver essa tal de resiliência. Levar trombadas da vida é normal, todo mundo leva. Então por que não saber mudar, se adaptar e se transformar a partir delas? Mas se você preferir, claro, sempre dá pra cruzar os braços e ficar postando no Face sobre a pobre vítima que você é, injustiçada e incompreendida, sofrendo todas as dores do mundo e esperando que os outros te consolem pelo inbox e curtam seu bom e velho status de condenado. Sempre.  

quarta-feira, 7 de maio de 2014

FATOR ALFA, O LIVRO: PREPARE-SE PRA VIRAR DO AVESSO!

Está chegando o grande dia: sexta-feira, 9 de maio, a gente lança o livro "FATOR ALFA - A ARTE DE TRANSFORMAR O RELACIONAMENTO A
DOIS". Quem acompanhou a trajetória desse blog  desde o começo pode ter uma ideia do que o vai encontrar na versão lindinha das livrarias: MUITAS VERDADES, sem NENHUMA censura, sobre tudo que permeia a vida a dois: sexo, amor, desilusão, traição, família, dinheiro, (falta de) tesão, individualidade, espaço, liberdade, convivência, cueca suja, chapinha na pia e por aí vai. Tudo, CLARO, analisado sob a ótica da dupla Fator Alfa, botando o pau na mesa quando é necessário, mas sem perder a ternura, jamais.

Agora algumas curiosidades sobre o livro, pra deixar o bichinho coçando até você ter o seu:

1) TUDO que entrou no livro faz parte das nossas experiências pessoais, como casal e também como indivíduos, cada um no seu quadrado. A gente não fala do que não viveu, seja entre nós, seja em histórias prévias. Então sempre que você se reconhecer ou se identificar com alguma situação descrita no "Fator Alfa", saiba que você não é a única pessoa do mundo que passou por isso e que SIM, existe uma luz no fim do túnel (se a gente não perdeu a cabeça, você também não vai perder!);

2) As entrevistas de cada capítulo foram dadas EXCLUSIVAMENTE para o Fator Alfa. Cravamos uma hora de conversa absolutamente SEM CENSURAS com cada um dos especialistas, falando sobre coisas que, muitas vezes, a gente prefere passar a vida sem articular. Então prepare-se para ler algumas verdades e palpites TRANSFORMADORES que saíram da boca de pessoas que fazem das feridas, belezas, taras, loucuras e mistérios humanos seu objeto de estudo e trabalho: Luiz Felipe Pondé, Frederico Mattos, Vanessa de Oliveira, André Massaro, Felipeh Campos e Waldemar Magaldi. Depois dá um google em cada um deles pra ter ideia das BOMBAS que te esperam!;

3) Durante o processo de escrita desse livro, a gente quase se divorciou três vezes - mas também quase fez mais três filhos. O saldo ficou no zero a zero: entregamos o livro mais unidos do que nunca e, graças ao bom senso da Natureza, ainda só com dois filhos pra criar;

4) Também ao longo da produção industrial de textos, o celular da Bianca entrou em CURTO CIRCUITO duas vezes por causa das mensagens de áudio de 18 minutos que o Ismael mandava seguidas pelo whatsapp com ideias novas para o livro;

5) Para a contracapa, fomos para o estúdio do fotógrafo Edson Kumasaka fazer duas opções de retratos inspirados em cliques famosos do polêmico casal John Lennon e Yoko Ono. Adivinha QUAL das duas opções o editor escolheu para ilustrar o livro??? POIS É, isso você vai saber quando tiver o seu!


FATOR ALFA - A ARTE DE TRANSFORMAR O RELACIONAMENTO A DOIS (Editora Matrix)
Lançamento: sexta-feira, 9 de maio, das 18h30 às 22h
Livraria Martins Fontes - Avenida Paulista, 509 (ao lado do metrô Brigadeiro)

Para comprar, dá um pulo no site da editora: www.matrixeditora.com.br

Tá na hora de VIRAR A MESA e TRANSFORMAR sua vida e seu jeito de encarar os relacionamentos! Esperamos você lá!!!

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

OS CINCO ESTÁGIOS DO CARNAVAL

ÊÊÊÊÊ!!! Chegou o Carnaval, meu povo!!! Ogro pega princesa, sapa beija sapo, girafa se engraça com lebre e lagartixa come urubu! U-hú! Mas nós do Fator Alfa sempre escolhemos essa época do ano para MEDITAR. Sim. E a meditação dura só até sábado de manhã porque CHEGOU O CARNAVAL!!! Ogro pega princesa, sapa beija sapo, girafa se engraça com lebre e lagartixa come urubu! Então, sem querer evitar o inevitável, meditaremos hoje sobre os CINCO ESTÁGIOS BÁSICOS DO CARNAVAL e QUAIS AS DICAS APROPRIADAS PARA CADA UM DELES. Esse texto é indicado para quem:

1) Gosta de pular Carnaval
2) Tá a fim de beijar na boca
3) Odeia Carnaval e quer só ler, dar risada e concordar.

Tipo uma previsão do tempo, coloquemos assim. Tá com a fantasia prontinha, o abadá na mala, o Engov no bolso e o número do chefe bloqueado no celular? Então lá vai: 

OS CINCO ESTÁGIOS FATOR ALFA DO CARNAVAL

ESTÁGIO UM: SÁBADO DE CARNAVAL
Todo mundo chega zerado e pronto pra se ACABAR. É a noite pra pegar. Se você tá precisando tirar teia, trocar o óleo ou fazer fisioterapia facial, a hora é agora. E o momento ideal pra se jogar na agarração não é o começo da noite, em que tá todo mundo alegrinho, mas ainda com noção da vida, escrúpulos, moralismos e não-me-toques, nem no final da noite (ou raiar do dia), quando as chances de você beijar alguém que passou as últimas horas abraçado na maria-do-beiço-branco (codinome "privada") são grandes. Tem que ser NO ÁPICE DA NOITE: aquele momento em que tá todo mundo bêbado e se abraçando, dançando com sa-be-se-lá-quem e achando que não, o Carnaval NUNCA acaba. É AÍ que você beija. Vai e tira o atraso, que tem gente que tá desde o Carnaval de 2013 sem exercitar certos músculos!

ESTÁGIO DOIS: DOMINGO DE CARNAVAL
No domingo de Carnaval, mesmo que o SER tenha tomado TODAS na noite anterior e passado o dia vomitando alguma coisa verde e explodindo de dor de cabeça, ele/ela vai pra rua de novo. Sabe por quê? PORQUE É DOMINGO DE CARNAVAL, CACETA! Então a criatura vai lá, toma dois Engov antes e senta a mão no Capeta (estamos falando do drinque, não literalmente. Se bem que...). O domingão, no entanto, não costuma ser tão proveitoso quanto o sábado no quesito lagartixa-come-urubu. E aqui podem acontecer duas coisas: você esbarrar no ogro ou na girafa de sábado e relembrar os bons momentos OU você esbarrar e fingir que nem viu OU ele/ela passar reto e fazer de conta que nunca te viu nessa encarnação e nem em outras. Pra qualquer uma das possibilidades, a resposta é a mesma: tudo bem! É Carnaval!!!

(Aqui cabe uma observação: os dois grandes clássicos do Carnaval são "A Pipa do Vovô Não Sobe Mais" e BRIGA DE CASAL. Se não rola no sábado, rola no domingo - porque, convenhamos, a superfície de contato com os outros é muito maior do que normalmente e a chance de estranhamento depois de uns gorós a mais é grande. Então é importante, antes de cair na gandaia, alinhar certos pontos: ou o casal não se desgruda ou larga mão de paranoia, afinal... É Carnaval!!!)

ESTÁGIO TRÊS: SEGUNDA DE CARNAVAL
Fica tudo meio às moscas porque, depois de dois dias de gandaia, até os fígados mais preparados sucumbem à ressaca e ao sono. Oportunidade boa, claro, para os sobreviventes que encaram a terceira noite de manguaça: quem estiver a perigo fica BEEEM menos seletivo.

ESTÁGIO QUATRO: TERÇA-FEIRA DE CARNAVAL
Segunda melhor noite do feriado porque É DESPEDIDA, é o último dia, só tem mais ano que vem. E
como na segunda-feira 85% dos foliões se recuperaram razoavelmente, volta TODO MUNDO pra rua: ogro pega princesa, sapa beija sapo, girafa se engraça com lebre e lagartixa come urubu! E na terça de Carnaval não tem momento ideal pra nada. Do meio da noite pra frente, qualquer chute na trave é gol. Já tá todo mundo tão agoniado com a perspectiva de voltar pra rotina e encarar o resto do ano que o espírito se abre pra qualquer possibilidade. E, claro, alguns Pierrôs e Colombinas já choramingam pelo salão porque se apaixonaram pela pessoa errada na hora errada. Se não quiser virar pirata com papagaio chorando no seu ombro, estende o lenço e segue seu rumo!

ESTÁGIO CINCO: QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Pensou que ia durar pra sempre? Não, neném. Desbloqueia o chefe no celular, junta os cacos e VOLTA PRA CASA, criatura! Hora de começar a VIDA! O lado bom é que em dois dias já é sexta-feira e você pode ir pra balada ou pro barzinho relembrar a tragicomédia do feriado. E nós estaremos aqui, devidamente meditados (e medicados), prontos para ouvir todo mundo reclamar do fim de mais um Carnaval.

Saravá!

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

TERAPIAS E CURSOS FATOR ALFA - VISITE O NOVO SITE!

SALVE, TURMA DO FATOR ALFA!

CONHEÇAM A NOVA PÁGINA DAS TERAPIAS E CURSOS FATOR ALFA NA WEB:


Entrem e fucem! SÃO VÁRIOS TIPOS DE TERAPIAS E CURSOS PERSONALIZADOS E APLICADOS PELA PRÓPRIA DUPLA DO FATOR ALFA, ISMAEL DE ARAUJO E BIANCA ZANATTA!

Pra saber mais, mandem um e-mail para fatoralfa@gmail.com ou liguem para (11) 98963-0330. Também dá pra falar com a gente pelo whatsapp: (11) 99901-8312

SEMANA QUE VEM, POST FRESQUINHO AQUI NO BLOG!

Um abraço e nos vemos muito em breve!

EQUIPE FATOR ALFA

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

POR QUE VOCÊ PERDOOU?

Dia de roda em que o tema gira em torno de TRAIÇÃO é sempre precedido de banho de sal grosso, chá de camomila e duas cuspidelas por cima do ombro. Mas a nossa reflexão hoje vai recair em cima de VOCÊS, leitores. Tá aqui um depoimento bem interessante que o psiquiatra Jorge Forbes deu sobre o assunto um tempo atrás. Por mais que o vídeo tenha só 2 minutos, o resumo da ópera é mais ou menos esse: cada caso é um caso - até quando é caso de caso.

Tem gente que considera traição o cara olhar pra bunda de outra mulher na praia ou a mulher sorrir pro padeiro ao pedir meia dúzia de rosquinhas; tem gente que acha que pode transar com todo mundo, mas se rolar sentimento, é traição; tem gente que classifica xaveco como bobagem, mas quando descobre um torpedo em tom de sedução perde a cabeça; tem gente que finge que não sabe que o outro pula a cerca - e, ao fingir, realmente leva a vida numa boa, sem grandes crises. E tem gente que fica DOENTE só de pensar e vive dando chilique (o outro não precisa nem sair de casa pra isso). 

Então hoje a gente quer saber dos nossos leitores e leitoras, nos depoimentos mais SINCEROS e ANÔNIMOS de suas vidas: QUEM PERDOOU UMA TRAIÇÃO - POR QUE PERDOOU?


A palavra do Fator Alfa agora está com vocês.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

AMOR DE VERÃO? PASSA HIPOGLÓS!!!

Verão, férias, sol, praia, lugares paradisíacos, corpos mais peladinhos e significativamente mais bronzeados, bebidinhas, música, tudo sem hora pra acabar e sem obrigação de acordar cedo no dia seguinte. Puta pano de fundo PERFEITO pra conhecer alguém. Essa combinação, aliás, é capaz de gerar ecatombes em qualquer organismo são - vide o filme "Amor Sem Pecado", de 2013, em que duas mães que são melhores amigas desde pequenas passam um verão na praia com seus filhos já "adultinhos" e, nessa mistura de sol, suor, paisagens bonitas e taças de vinho, acabam uma pegando o filho da outra. 



Só que depois, assim como acontece no filme, você pode ter que lidar com as CONSEQÜÊNCIAS da paixão de verão. Porque é claro que o lance pode ser simplesmente uma trepadinha com começo, meio e fim - que batem com o começo, meio e fim do pacote de férias que você pagou. Mas se a ideia é que seja mais do que isso (ou que essa parte seja bem resolvida), precisa tomar algumas precauções, que são tipo o protetor solar do sexo de verão. Até porque as chances de a pessoa ser de outro estado ou até outro país são grandes (e pra isso ter continuidade, a paixão tem que ser MUITO mútua e o bolso MUITO farto - mas já já a gente fala disso). 

O Fator Alfa elencou, portanto, algumas REGRAS BÁSICAS (inclusive de ETIQUETA) pras paixões de verão serem bem vividas. GO!

1- NÃO FICA CONTANDO LOROTA: não é porque vocês se conheceram no meio do nada e não tem ninguém do seu trabalho ou da sua família por perto pra desmentir história que você vai ficar inventando pastelaria pra se tornar mais "interessante". Nessas horas todo mundo tem uma quedinha por ser James Bond: "De onde vim? Para onde vou? Sou um mistério indecifrável!". Sem brincadeira, tem gente que aproveita o anonimato momentâneo pra mudar de profissão, abduzir marido, filhos e papagaio, ter feito viagens por lugares que só viu em cartão postal e por aí vai. Ok, pode ser gostosinho na hora, só que se você for pega(o) na mentira depois (ou durante, o que é pior), vai ficar com uma cara de TACHO TÃO GRANDE que vale mais do que qualquer queimadura de sol. Então pode até jogar um charme a mais no seu cotidiano na hora de falar de você, mas evita se metamorfosear em embaixador ou estilista famosa. Essas mentirinhas são meio difíceis de sustentar.

2- SE VOCÊ TEM RELACIONAMENTO NA "VIDA REAL", FALA: nessas ocasiões, muita gente não liga de ficar com alguém que namora, tem noivo ou até marido - porque a terceira pessoa tá longe e o lance muito provavelmente não vai subir a serra. Mas como tem gente que, sim, tem uma ética FERRADA com relação a essas coisas, melhor deixar a verdade "escapar" ainda nas preliminares - pista de dança, mesa de bar ou roçando as costas no coqueiro  -, pra evitar más surpresas. E caso a pessoa seja da mesma cidade de origem que você, isso é mais CRUCIAL ainda. Senão é capaz de vocês se esbarrarem numa esquina, dia desses, e a fulana ou o fulano chegar na maior intimidade, pegando na cintura e beijando o cangote, pra depois ver, logo atrás de você, o cara que você namora há 5 anos com o queixo caído ou seu marido/esposa aos prantos e três filhos com a língua grudada no sorvete, sem entender nada. 

3- PARA DE ACHAR QUE É  A CINDERELA: isso é mais pra mulher porque homem já tem uma consciência mais apurada quando o lance é entender que cu de pato não é gaveta. Já as mulheres são umas atormentadas nesse sentido: se conhecem um cara e vivem um romance tórrido nas areias das férias, é MUITO provável que carreguem a paixão na mala por MESES. Então vamos lá: NÃO EXISTE CONTA DE FADAS, CAZZO. Pode ser que as coincidências sejam tantas que essa paixão suba, sim, a serra - vocês são os dois solteiros e desimpedidos, moram na mesma cidade ou em cidades próximas, ficaram reciprocamente encantados um com o outro e ainda por cima se deram bem a menos de 40 graus, quando conheceram e passaram a conviver com o cotidiano de um e outro. SIM, PODE ACONTECER (e o Fator Alfa acredita no amor!). Mas a probabilidade de não ser NADA DISSO é muito grande, então, se nos primeiros dias de "volta à realidade" você já percebe que o ser ESFRIOU e não tá mais tão a fim (ou NADA a fim), faça-se o favor de DEIXAR PASSAR. Aprenda a compartimentalizar as coisas na sua cabeça pra não ficar sofrendo tanto depois. Se você escolhe viver histórias, tem que saber lidar com as escolhas, né não?

4- SE QUEREM CONTINUAR, PREPAREM O BOLSO E A PACIÊNCIA: tem também paixão de verão que sobe a serra, mas chega no alto da serra e um mora em Uberlândia, a outra em Manaus. Os dois estão apaixonados, certos de que encontraram sua cara metade? Tudo bem, amiguinhos, só que preparem o bolso pra pagar as passagens ao longo do ano e, principalmente, se preparem pro SACO que é viver relacionamento à distância. Acreditem, já ouvimos INÚMEROS depoimentos de pessoas que vivem namoros e até casamentos desse jeito. A conclusão é unânime: é o CÃO. Os dois precisam ser muito bem resolvidos, com vidas próprias arquitetadas, segurança em dia e uma individualidade bem trabalhada pra não cair naquele erro de passar a vida em função das datas em que vocês vão se ver - e achando que o resto do tempo é só o que separa vocês do próximo encontro - e, principalmente, entrando em crises de obsessão e neura pensando no que o outro está fazendo toda hora... E com quem!

E pra qualquer efeito nocivo ou assaduras no pós-sol, lembrem-se do querido Hipoglós. Ele sempre ajuda.    

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

QUERO SER ALFA EM 2014 !!!

É sensacional: chega o fim de ano e todo mundo começa a falar do que vai ser diferente ano que vem, do que vai querer, do que vai mudar, do que vai economizar, do que vai emagrecer, do que nun-ca-mais-vai-fa-zer-na-vi-da e pra QUEM-nun-ca-mais-vai-dar-na-vi-da.

Aí pula sete ondinhas, come semente de romã, compra "carcinha" branca nova em folha, põe galinha na encruzilhada. E no primeiro dia do ano, já que tá todo mundo intoxicado e de ressaca, fica fácil cumprir as promessas: nada de cigarro, nada de bebida, só uma saladinha, nada de gastar dinheiro (porque o shopping tá fechado), nada de ligar praquele carinha atrás de quem você correu exaustivamente o ano todo (afinal, ele foi passar o réveillon em Porto Seguro). No segundo dia já começa uma coceira, mas a gente se segura, pensa em outra coisa. E no terceiro, cansaço e ressaca devidamente remediados pelo tempo, já começa todo mundo a trapacear. 

Pensando nisso, nós do Fator Alfa criamos uma tabelinha que vai ajudar você a ter CERTEZA de que suas resoluções estão sendo cumpridas. Você só poderá dizer que realmente TABELOU a resolução quando todos os itens forem devidamente TICADOS (essa palavra é a coisa mais estranha, então vamos substituir: faz um X na casinha aí, nêga!). E, pra isso, pensamos aqui nas três promessinhas de fim de ano que a mulherada mais tem costume de fazer - e que menos cumpre.

E ATENÇÃO: AGORA SIM, TÁ VALENDO O SORTEIO DO LIVRO "HOMEM, LIVRO ABERTO" DE ISMAEL DE ARAUJO E FABIANO RAMPAZZO. COMO GANHAR?! ESCREVA NOS COMENTÁRIOS QUAL É A SUA RESOLUÇÃO ALFA PRA 2014 E COMO PRETENDE FAZER PRA QUE ELA SE REALIZE! A AUTORA DO MELHOR COMENTÁRIO (QUE PODE SER ESPIRITUOSO, DRAMÁTICO, INTELIGENTE OU RIDÍCULO - TUDO VAI DEPENDER DO NOSSO ÓTIMO BOM SENSO) VAI GANHAR O LIVRO! SORTEIO SEGUNDA-FEIRA, DIA 23/12! GO!!!

TABELINHA FATOR ALFA PARA 2014 - SE A CARAPUÇA SERVIR...

RESOLUÇÃO 1: VOU PERDER 10 QUILOS EM 2014
(     ) Parei de comprar chocolates e bolos e esconder no fundo do armário pra comer quando ninguém tá olhando.
(     ) Parei de cozinhar pra 10 quando só tem 3 pessoas pra comer e por isso não repito mais o prato 3 vezes.
(     ) Parei de comer vendo televisão ou na frente do computador.
(     ) Parei de usar o elevador pra subir 2 andares.
(     ) Estou fazendo exercício físico durante 1 hora, 3 vezes por semana (e não é só caminhada até a geladeira).

RESOLUÇÃO 2: VOU TIRAR AQUELE DESGRAMENTO DA MINHA VIDA EM 2014
(     ) Sei o número de cor, mas excluí o celular dele da minha agenda.
(     ) Bloqueei E excluí a criatura do facebook pra não ter a tentação de ficar fuçando as fotos.
(     ) Não pergunto mais dele pros amigos e pessoas que convivem com ele.
(     ) Disse com todas as letras pra todas essas pessoas que se vierem me falar dele, eu excluo ELAS TAMBÉM - do facebook e da minha vida.
(     ) Esqueci o número do celular dele.
(     ) Conheci o Pedro Henrique! (essa casinha não é obrigatório ticar - com as outras você já terá feito sua parte. Mas se conhecer um Pedro Henrique no meio do caminho, fica BEEEEM melhor!)

RESOLUÇÃO 3: VOU PARAR DE FAZER FOFOCA EM 2014
(     ) Não falo mais da vida dos outros.
(Essa, se alguém conseguir, DÁ A RECEITA, PELAMORDEDEUS!!!!)

Agora é com vocês: tabelinha no espelho ou na porta da geladeira, como preferirem. Mas bora ticar essa porra!!! E um PUTA 2014 CHEIO DE REALIZAÇÕES ALFA PRA TODOS NÓS!!!